ABOZ - Associação Brasileira de Ozonioterapia
ABOZ no Facebook ABOZ no Instagram

Ozonize-se » A ozonioterapia é indicada para quê?

Estudos com altíssimo rigor científico (que você pode acessar aqui) comprovam que o ozônio medicinal combate diversas doenças inflamatórias, infecciosas e isquêmicas, prolongando a qualidade de vida de pacientes.
 

VEJA ABAIXO AS PATOLOGIAS QUE PODEM SER TRATADAS COM A OZONIOTERAPIA:

 

Vários tipos de câncer, ajudando a combater tumores e reduzindo os efeitos colaterais da Radioterapia e da Quimioterapia. Diversos problemas circulatórios.
   
Doenças virais, como hepatite e herpes. Feridas de origem vascular, arterial ou venosas, úlceras diabéticas e por insuficiência arterial.
   
Queimaduras de diversos tipos. Hérnias de disco, protrusão discal e dores lombares.
   
Dores articulares decorrentes de inflamações crônicas. Colites e outras inflamações intestinais crônicas.
   
Condições e doenças de idosos. Imunoativação geral.


 

PRECAUÇÕES


É importante saber que somente profissionais capacitados podem indicar a dosagem e a via correta de aplicação da Ozonioterapia.

Além disso, o ozônio é um gás altamente instável e nocivo se inalado, necessitando ser gerado de forma precisa com equipamentos específicos, no local do uso.
 

CONTRAINDICAÇÕES


A principal contraindicação é deficiência da enzima Glicose-6-Fosfato Desidrogenase (G6PD), conhecida como favismo, em função do risco de hemólise.

Em casos de hipertireoidismo descompensado, diabetes mellitus descompensado, hipertensão arterial severa descompensada e anemia grave, é necessário que a estabilização clínica dessas situações seja realizada previamente à aplicação da Ozonioterapia.
 



AVISO: Nem a ABOZ nem seus colaboradores, fornecem conselhos médicos, ou  diagnósticos médicos, e não fazem nenhuma reivindicação de curas. Nenhum tratamento médico deve ser administrado apenas na base das informações disponibilizadas neste ou em outros informativos quaisquer. O site da ABOZ  destina-se a fornecer informações seguras a respeito de um tratamento que tem sido utilizado em diversos países ao longo dos últimos 70 anos.

Voltar ao topo