ABOZ - Associação Brasileira de Ozonioterapia
ABOZ no Facebook ABOZ no Instagram

Biblioteca

The role of local ozone therapy in treatment mixed tubercular and pseudomonas aeruginosa pleural empyema.

Tipo de estudo: observacional, caso controle, randomizado. Resumo: O estudo tem o objetivo de melhorar a eficiência do tratamento de empiema tuberculoso pleural e pseudomonas aeruginosa misto. Associações descobertas de micobactéria tuberculosis + pseudomonas aeruginosa, por via de regra, que é altamente resistente à maioria das drogas, envolve o uso dos agentes antibacterianos mais eficazes, bem como medidas da influência local intensiva no sítio da infecção. Os resultados do tratamento de 65 pacientes com empiema tuberculoso pleural e pseudomonas aeruginosa foram analisados. De acordo com o exame bacteriológico do líquido pleural, todos os pacientes tinham uma flora mista, consistindo de micobactérias tuberculosas e pseudomonas aeruginosa, com diferentes graus de sensibilidade aos antibióticos. A ozonoterapia local foi utilizada em 29 (44,6%) casos. O exame bacteriológico do conteúdo da cavidade pleural foi realizado em meio padrão com determinação de sensibilidade em uma amostra de M. tuberculosis e P. aeruginosa para várias soluções ozonizadas. Os melhores resultados (sem reações alérgicas, boa tolerabilidade e atividade antisséptica efetiva) foram obtidos com o uso de soluções de cloreto de sódio ozonizadas em concentração fisiológica e furatsilina 1: 5000. No grupo controle (GC), composto por 36 (55,4%) pessoas, a ozonoterapia não foi utilizada para a reabilitação dos pacientes com a mesma quantidade de tratamento. O processo diagnóstico em ambos os grupos incluiu necessariamente exames de raios-X, ultrassonografia (ultrassonografia da cavidade pleural), exames clínicos gerais (indicadores laboratoriais detalhados, ECG), exame imunológico, análises de líquido pleural inclusive exame bacteriológico padrão de flora condicionalmente patogênica específica e determinação de sensibilidade a preparações antibacterianas. O uso de soluções ozonizadas de furatsilina 1: 5000 e solução salina com concentração de ozônio de até 1,5 mg/l é um método eficaz e econômico para a reabilitação de cavidades pleurais onde a lavagem dupla é diária, reduzindo o tempo de purificação e cura de processos pleurais purulentos causados por micobactéria tuberculosis e pseudomonas aeruginosa, incluindo aqueles com resistência a drogas. É contraindicado à terapia local do ozônio em 2 casos: múltiplas fístulas brônquicas do tipo "pulmão em treliça", grandes fístulas, pulmão "destruído"; reações alérgicas às soluções aplicadas. Assim, a ozonoterapia pode ser recomendada no tratamento complexo do empiema pleural produzido pela flora mista.

Autor: Grankin, A.V., Budina, N.I., Polozyukov, I.A., Dudnichenko, D.S., Filippova, I.P., Saenko, S.S. & Krotov, Y.P.

Revista: Medical Herald of the South of Russia, vol. 1, pág. 20-23. Publicado em fevereiro/2013.

Voltar ao topo